Sobre a BUNDA …

Em uma eleição – seguramente – a bunda teria todas as qualidades para ser eleita a parte mais bonita do corpo. A bunda ostenta e projeta. É circular, arrojada, firme e simétrica. É bonita de frente, de lado, de cima, de baixo, deitada, de pé, de cócoras e de quatro. Tem curvas. É lisa e fofa. A bunda abre e fecha, equilibra, empina, dança, rebola, requebra, treme, sobe, desce, agacha, levanta. A bunda se joga. A bunda desafia a gravidade. A bunda exala erotismo. É uma delícia deslizar a ponta dos dedos em uma bunda. É uma delicia fazer uma bunda arrepiar, tremer e latejar. É bom demais cheirar, beijar, lamber, apertar e morder uma bunda. É gostoso dar um tapinha ou beliscar – de leve – uma bunda. É gostoso abrir uma bunda. É delicioso meter a cara em uma bunda. É maravilhoso cair de boca em uma bunda. Você já reparou os póros de uma bunda? Você já viu uma bunda peluda? Você já fez uma bunda de travesseiro? Você já subiu em uma bunda? A bunda é forte e resistente. A bunda tem gosto próprio. A bunda pode ser vista de diferentes ângulos. A bunda esconde o melhor do sexo. Quase não vemos a nossa bunda. Por isso, nunca damos a bunda para qualquer um. Difícil saber o que pensam da nossa bunda. A bunda é a parte mais gratuita do nosso corpo. Ninguém dá a bunda pela metade. A bunda só pode ser dada inteira. Pobre de quem nunca deu a bunda! Viva a beleza e o desprendimento da bunda! Viva a bondade da bunda. Viva a bunda!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s