A M O R e A M I Z A D E …

As pessoas com depressão são saudosistas de um mundo que não existe. Não temos nenhuma garantia de permanência das pessoas que amamos. Não conseguiremos superar plenamente nossas perdas. Todas se tornarão uma lembrança. Para as perdas o melhor antídoto é o amor e a amizade. O mundo mudou muito nesse sentido. Não há mais tempo para o outro. Não há tolerância para as crises existenciais. Tudo se resolve com um click. Ninguém quer perder tempo conversando sobre dramas amorosos. As conversas em tempo real são semelhantes ao que se passa nas redes sociais. Nunca estivemos tão expostos à solidão. As pessoas estão se isolando em seus hábitos de consumo e em suas compulsividades virtuais. Retornam desconectadas para a relidade. Quase autistas. O mundo virtual não resolve nosso núcleo melancólico constitutivo. Só o amor e a amizade podem nos tranquilizar  quanto a sensação de vazio interior. Fomos colocados neste mundo com quase nenhuma margem de segurança. Não estamos certos quanto ao nosso futuro e das pessoas que amamos. É certo que vamos envelhecer e morrer. Sem o amor e a amizade ficamos em carne viva com a solidão e o medo da morte. Criamos o amor para nos confortar da crueza depressiva a que estamos expostos. Ficar obcecado diante da tela do celular não chega nem perto de um abraço caloroso e do olhar afetivo de alguém. Precisamos da presença de alguém nos dizendo o quanto somos importantes – apesar de mortais.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s