Sobre CRIANÇAS EDUCADINHAS DEMAIS …

Temos que repensar a ideia de escola infantil de tempo integral. A função da escola – no fundo – é educar para conter a agressividade e a sexualidade. A pedagogia – no fundo – estabelece uma série de protocolos contra os impulsos violentos e sexuais dos alunos. Avançamos muito com teorias pedagógicas inovadoras acerca das discussões ideológicas, racias, sexistas e homoafetivas na escola. O problema é que toda esta discussão passa mais por um plano sócio-antropológico e menos pelo campo da subjetividade. A escola não sabe o que fazer quando seus alunos manifestam comportamentos de agressividade e de sexualidade. Os profissionais de educação tendem a repelir as expressões afetivas e agressivas. Toda repressão gera mal-estar. Todo recalcado retorna. Como lidar com a agressividade e o sexo dos alunos? Uma vez contida, a sexualidade pode se voltar agressiva contra o mundo. Uma vez represada, a sexualidade pode retornar contra o próprio sujeito de modo autodestrutivo. Seria a escola geradora de violência – na medida em que reprime  as expressões agressivas e sexuais de seus alunos? Controle tende a gerar superproteção. Superproteção impede a autonomia. Superproteção vulnerabiliza o sujeito no trato com suas pulsões inconscientes. O retorno do recalcado é proporcional à força do recalque. Boa educação não significa polidez social. Quantos canalhas não são polidos? E a inteligência dos sociopatas? Não podemos prescindir nossas crianças da experiência com seus impulsos agressivos e sexuais. Hitler escutava os clássicos enquanto os judeus eram queimados nas câmeras de gás. Devemos desconfiar de pessoas assépticas demais.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s