Por que a PAIXÃO quase nunca dá CERTO?

O inconsciente para Freud é dor. Paixão vem de pathos e significa patologia. Uma pessoa se apaixona perdidamente por outra e descobre que encontrou sua cara metade. Não consegue pensar um segundo de sua vida sem seu grande amor. O outro passa a ser o sentido de seu mundo. Por que esta pessoa está agindo inconscientemente? Por que está totalmente desconectada da realidade? Toda pessoa apaixonada não trabalha com a possiblidade da perda. No final, tanta paixão termina realizando o desejo inconsciente de perder. Nenhuma relação apaixonada pode ser bem-sucedida. Tudo começa bem, até que o apaixonado começa a sufocar sua paixão. Com o tempo, a vida vai ficando insuportável. A impressão é que a pessoa está lutando – bravamente – pela sua felicidade. Ledo engano! Está tentando gozar com o desejo masoquista de ser trocada, que ficou inconscientemente reprimido e está – agora na paixão – sendo realizado de forma enviesada.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s