Estamos PERDENDO a ALEGRIA NATURAL de VIVER…

Estamos perdendo a alegria natural de viver. Só conhecemos a alegria forjada. Uma alegria surtada e vazia. Uma falsa felicidade parecida com o coma. Um efêmero contentamento: agitado, excitado, desesperado. Estamos alegres como os olhos autistas dos nossos adolescentes no zapzap. Angústia. Tensão. Intolerância. Solidão. Medo. Nossa alegria se baseia na falsa crença da realização pelo consumo. Individualismo entristecido. Beleza móbida. Uma alegria que termina com os convidados completamente  bêbados. Uma alegria de um final de semana com tantos assassinados banais. A festa mais parece uma catarse da dor. Parece mais um momento de revolta e de desabafo. O que estamos mesmo comemorando? Ninguém sabe. Viramos palhaços entristecidos. Estamos alegres com um fundo de melancolia. Estamos nos obrigando à felicidade. A alegria deixou de ser um estado de naturalidade e espontaneidade. Perdemos o prazer de viver. A alegria não vem mais dentro. Ela já começa triste. Viramos loucos felizes. É a alegria de  quando ocupam as praças para usar drogas. É a alegria de quando se embebedam em um festival de jazz. É a alegria de quando tem mais polícia que adolescente em um dia de carnaval. É uma alegria de quando a vida é colocada em risco durante o sexo. Estamos felizes para acabar mal. Estamos desesperados da alegria. Estamos  na escuridão procurando pelo contentamento de viver. Não sabemos mais o que é a felicidade. Esquecemos que a felicidade é um estado de ser e de louvação pela vida. Trocamos a felicidade pelo surto. Perdemos a noção do sentido da festa. Viramos um bando de zumbis desafectados e de franksteins à deriva. A felicidade é para ser testemunhada. Toda felicidade precisa ser justificada. Não há felicidade sem motivos. Rir por rir  é desespero …

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

2 comentários sobre “Estamos PERDENDO a ALEGRIA NATURAL de VIVER…

  1. Miranda disse:

    Essa é a realidade!
    O ter supera toda expectativa do ser.
    A amizade passou a ser de interesse.
    Já não se tem um ombro ou um colo amigo.
    Tudo é pelo valor material: se tenho, tenho valor; senão…
    Precisava ter você mais próximo.
    Esses seus Post’s são de cima riqueza tamanha.
    Obrigado e Parabéns!

  2. Alda Latini disse:

    Penso sim que estamos perdendo a alegria de viver e me pergunto: seria um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança , estranheza de si mesmo pela sensação de que algo desagradável está para acontecer… ANCIEDADE…????
    O que falta? Seria… ESPERANÇA, DESEJOS… SONHOS E AMOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s