AMOR com MATURIDADE…

Não estou falando de idade cronológica. Estou tratando de maturação psicológica e intelectual. O bom da maturidade é que conseguimos manter o senso de distanciamento. Nossos olhos não transbordam de amores. Não cegamos. Admiramos sem tirar o pé da realidade. Não trabalhamos com a ideia de uma relação pronta. Sabemos que ao longo do trajeto coisas poderão diminuir ou intensificar os sentimentos. Tratamos a relação como um projeto em aberto. Só avançamos respeitando os limites. Jogamos limpo. Deixamos o outro livre para escolher. Maturidade é estar atento. É amar sabendo do outro – talvez – mais que ele mesmo. É  viver o eterno enquanto dure. É seguro de si que se tem parâmetro para avaliar a maturidade do outro. É estar certo do que se quer e íntegro de que a continuidade da relação depende apenas do outro. É bom saber que se algo der errado foi porque ele não deu conta. Quando não hå amor é porque alguém não soube amar. Não existe surpresas na maturidade. Tudo já está previsto. Não há sentimento desmedido. Não há sofrimento. O maduro  sabe de suas reais chances. Só se alegra com fatos e não vive de ilusões. Tem a vida nas mãos e tem o amor sob outra dimensão. Poucos sabem disso. Muitos sequer viverão isso.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

4 comentários sobre “AMOR com MATURIDADE…

  1. “Mora na filosofia, prá que rimar amor e dor?” música de carnaval de 1953 (se não me engano), super atual, combina com o seu post… obrigada… maturidade tb significa (acho eu) saber que nada está pronto e acabado, tudo é processo, sou um pouco mais madura que ontem e um pouco menos que amanhã…

  2. Jéssica disse:

    Muito bom! O que muito preocupa geralmente, são as formas de alcançar essa maturidade. E ao meu ver pode ser através de um trauma, ou experiencia onde aprende-se a enxergar mesmo o mundo diferente! Gostei muito mesmo do texto pois vi muito de mim nele. é sim possível viver o manhã e amar muito sem pensar que o próprio sentimento seja a dor, é possível ter o pé atrás e mesmo assim se envolver, pois sabe-se onde e como poderão acontecer as coisas, é possível esperança e confiança, amar e ser muito amado, viver sem medos mas ao contrario deste confiante por saber que nada é pra sempre, mas que pode ser muito duradouro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s