PARA QUE SERVE UM PSICANALISTA?

Porque sofremos por amor? Por que estamos deprimidos? Por que sentimos culpa ou medo? O divã foi criado para tentar responder estas questões. O problema é que sempre culpamos alguém pelos nossos dilemas. Tem sempre uma frustração de não ter sido amado, uma mágoa, uma melancolia do mundo e uma lágrima do destino. Tem sempre uma queixa de que o outro podia ter tolerado mais, podia ter esperado mais ou podia ter perdoado mais. Sempre o outro! Quase nunca nos damos conta de admitir a nossa impotência para lidar com o adverso. Vivemos uma época tomada por mil atividades diferentes. Tudo em tempo real. Tudo nos afeta. Reduzimos nosso tempo para o outro. Estamos preocupados com o que temos para fazer agora, amanhã, mês que vem e no próximo ano. Estamos preocupados com a nossa sobrevivência no planeta. Tememos a violência. Desejamos um mundo todo feito de produtos de consumo. Estamos meio que trocando as pessoas por coisas e imagens. O mundo perdeu muito de sua poesia. Há um certo desamparo. Quantos não estão deprimidos ou em pânico?! Perdemos a proteção do afeto, da companhia, da amizade, da cumplicidade e da confidencialidade do outro. É complicado ficar queixoso ou nostálgico de um mundo que não existe mais. Temos que lidar com nossa impotência para reconfigurar nosso mundo. Temos que dar conta desse mundo individualista que nós mesmos ajudamos a legitimar. Não adianta dizer que não está dando conta – como se alguém tivesse uma receitinhas milagrosa para nos oferecer. O problema é de todos e de cada um. O divã funciona para que descubramos novos sentidos e para reconfigurarmos esse nosso mundo quase totalmente desconfigurado. O divã funciona para que consigamos nos encontrar de alguma maneira nesse caos. A dor é geral e individual. No divã – cada um – terá que criar para si saídas lúdicas, inesperadas, únicas, casuais, imediatas ou permanentes. O divã é o lugar de reinventar o mundo.

Autor: Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

2 comentários sobre “PARA QUE SERVE UM PSICANALISTA?

  1. Flávia Moraes disse:

    O divã, além de ser o lugar de aprender administrar o mundo, se me permite acrescentar, também é o lugar de administrar a expectativa que temos pelo outro e também administrar a ansiedade de um tempo que passa cada vez mais rápido, conforme muito bem colocado no texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s