CARÊNCIA DE AFETO…

O carente de afeto não espera ser procurado. Ele se adianta. Vê o outro e se oferece. É chato, pegajoso e inconveniente. Vive  desesperado em suprir alguma falta sua. Apaixona com apenas um sorriso ou um olhar. Vive entre ser querido ou ser o resto. Precisa forjar o amor alheio para se sentir vivo. Está abaixo ou à margem. Não se vê como merecedor. Ocupa sempre a posição de fácil: o tempo todo telefonando, passando mensagens, enviando figurinhas e oferecendo presentinhos. Sempre forçando a barra. Sempre provocando uma resposta. É insistente e cansativo. Dá preguiça. Elogia e nunca é elogiado. Não acredita quando é reconhecido. Tem mania de expor toda a sua vida pessoal. Precisa deixar algo de si. Quer sempre seduzir. Gosta de impressionar. É passional quando ama e quando odeia. Necessita ser amado. É difícil estabelecer uma relação de troca com o carente. Falta-lhe autonomia, alteridade e altivez. Vive para idolatrar. É um ótimo conselheiro – só para os outros. É o bonzinho da galera. Adora frases feitas. No entanto, é sempre o mais coitado. Sempre desabonado. É um pedinte. Mais constrange que agrada. Incita compaixão e pena.

  Autor: Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Um comentário sobre “CARÊNCIA DE AFETO…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s