Minha opinião sobre o SERTANEJO UNIVERSITÁRIO…

Até bem pouco tempo, a música caipira estava restrita ao universo rural brasileiro. O sertanejo universitário se diz remanescente da música caipira. De fato, a estrutura guarda algumas semelhanças: duas vozes se sobrepondo, sanfona, perda do grande amor e traição. No final dos anos de 1980, a música sertaneja tomou grande parte do espaço da música caipira e ganhou a periferia dos nossos grandes centros urbanos. Nos anos 2.000, o sertanejo – dizem – ganhou o ambiente universitário. O sertanejo dito universitário manteve algumas características da música caipira. Contudo, absorveu outros elementos da cultura urbana e consumista: mulheres vadias e loucas por carrões, celulares, silicone, homens safados, bombados e viris. Meus pais só ouviam música caipira. Quando ingressei no ensino fundamental e médio tive contato com a boa  literatura brasileira. Li Dom Casmurro. Escutava Chico, Caetano e Tom. Ao chegar na universidade, aprofundei ainda mais meu gosto musical, literário e intelectual. O sertanejo universitário tem a característica de ser uma música de fácil absorção: estrofes com rimas fáceis, melodias indo e voltando no mesmo refrão, movimentos  repetitivos, traição e perdas amorosas. Tudo regrado a emoções baratas, clichês e dramas passionais. Enfim, pouquíssima criatividade, quase nenhuma poesia e zero de crítica social. O sertanejo universitário parece manter a tradição de ser uma estilo musical voltado para o público menos alfabetizado. Fico assustado em saber que Anita foi escolhida a melhor cantora do Brasil em 2015.   Fico indignado com a expressão UNIVERSITÁRIO  atribuído  à música sertaneja. Fico abismado quando vejo duplas sertanejas se apresentando em calouradas universitárias. O que está acontecendo com o nosso ambiente acadêmico? Cadê a crítica? Cedemos lugar ao superficial? Qual é o lugar da academia? Tudo é cultura? Consumo é arte? Não há mais critério? O que estamos fazendo com nossos grandes talentos melódicos e poéticos? O que estamos fazendo com Djavan, Marisa Monte é Lenine? O que está acontecendo com a cultura brasileira?

 

Autor: Evaristo Magalhães – Filósofo e Psicanalista

 

Anúncios

4 comentários sobre “Minha opinião sobre o SERTANEJO UNIVERSITÁRIO…

  1. olha Evaristo, infelizmente teremos que lidar com essa nova forma de musica brasileira, embora leva nome inadequado e ofende um pouco a nossa cultura, é o que o povo quer ouvir e uma nova geração de musicas com palavreados totalmente posto no gosto do seus públicos., são musicas que infelizmente se apoia no sertanejo original com acrescento de algumas atualidades como por exemplo a ostentação tão falada hoje em dia.

  2. Taís C. disse:

    Acredito que esse tipo de música, é o que o povo de modo geral quer escutar, não os interessa muito escutar Elis Regina, porque como no funk e agora o sertanejo universitário falam muito de ostentação de carros, casas, mulheres bonitas, que muita das vezes jamais é o cotidiano de amates desses tipos de música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s