Minha opinião sobre o NAMORO…

Ao tentar encontrar uma pessoa, procure primeiro perguntar se você já se encontrou. É preciso ser muito corajoso para se fazer esta pergunta. Pense nos amores que você já viveu e verifique se você agiu como gostaria. Respire fundo e faça esse exercício de introspecção. Você foi você ou foi o que o outro gostaria? Nunca traia sua verdade. Tenha personalidade. Ser você é o melhor sinal de maturidade. Poucos estão preparados para namorar. Primeiro é preciso se conhecer bem. Ninguém quer se envolver com pessoas problemáticas. Seja sempre sincero – antes de tudo. Não traia seus sentimentos. Evite arrependimentos. Evite a culpa. Autenticidade e sinceridade – sempre.  É constrangedor tomar o outro como administrador dos nossos equívocos. Ninguém suporta uma companhia que passa o tempo todo querendo a atenção só para si. Não force a barra. É fácil – hoje – encontrar amores surtados. Quem sabe de si não cobra. Que sabe de si tem a si como companhia. Quem sabe de si não pede perdão. Só quem é inteiro pode se entregar sem medo. Quem sabe de si não sofre quando não é amado – porque foi sincero o tempo todo. Nada melhor que a transparência – sempre. Ninguém pode ser verdadeiro por você. Estar bem consigo é sempre o primeiro passo. O outro chega para trocar e nunca para completar – porque não está faltando nada.

Autor: Evaristo Magalhães – Filósofo e Psicanalista.

Anúncios

6 comentários sobre “Minha opinião sobre o NAMORO…

  1. Tamara disse:

    Olá Evaristo, meu nome é Tamara e sou amiga de sua aluna Ana Carolina, do sétimo período de fisioterapia. Ela me indicou sua página. Primeiro devo assumir que geralmente não tenho interesse em páginas desse tipo, mas seus textos me chamaram muito atenção, principalmente este sobre namoro. Me relacionei muito com sua frase “primeiro: ser feliz consigo mesmo”, pois sempre me vejo dando esse conselho a amigos, mas verdadeiramente não sei dizer se sou feliz comigo mesma, talvez por isso me deparo com dificuldades em fazer parte de um relacionamento. Seu texto me despertou para começar a me conhecer e perceber o quanto eu deixo meu meio me influenciar, e o que preciso mudar. Agradeço muito e espero ler mais textos de sua autoria. Abraços.

  2. Leo disse:

    Muitas vezes me pego pensando se sei realmente e com perfeita consciência quem sou… Concordo com você Evaristo, devemos nos conhecer a fundo ou pelo menos o fazer o intento, saber o que se gosta e o que não se gosta… Para em seguida exigir do companheiro(a), assim exigiras com consciência!!!

  3. Jennifer disse:

    Olá Evaristo, sou amiga da Camila Gonçalves que está cursando o 2° período de Direito. Gostei muito dos seus textos, em específico sobre o namoro, pois me fez pensar muito nos meus comportamentos e opiniões. Sou o tipo de pessoa que me preocupo demais com a minha auto estima e com a da pessoa que está ao meu lado e o seu texto em si me mostrou claramente onde e como começar a organizar os meus ideais.

  4. Jennifer Naiara disse:

    Olá Evaristo, sou amiga da Camila Gonçalves que está cursando o 2° período de Direito. Gostei muito dos seus textos, em específico sobre o namoro, pois me fez pensar muito nos meus comportamentos e opiniões. Sou o tipo de pessoa que me preocupo demais com a minha auto estima e com a da pessoa que está ao meu lado e o seu texto em si me mostrou claramente onde e como começar a organizar os meus ideais.

  5. Sarah disse:

    Evaristo, sou amiga da sua aluna Joeli que me indicou seu blog! Adorei seus textos, e sua visão sobre as coisas! Indicarei para meus amigos também 😀 abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s