CARTA a uma AMIGA que está vivendo um problema em sua vida AMOROSA.


Querida amiga, vejo que você esta cometendo alguns equívocos na condução da sua vida amorosa. Imagino que você não esteja em um bom momento para se envolver. Muito cuidado, você poderá sofrer. Não implore pelo  amor do outro. Temos um vazio que diz respeito – exclusivamente – a nós mesmos. Ele  é desesperador e pode até nos enlouquecer. Podemos tentar preenchê-lo com  pessoas: acho que é o seu caso. É comum confundirmos um grande amor com uma grande paixão. Tudo se complica quando achamos que o outro é a medida perfeita da nossa carência. Não podemos ser egoístas e querer usar alguém para resolver o que nos falta. Isto é dependência. A pessoa pela qual você está apaixonada, já sacou isto, e está tentando sair fora. Sua carência tomou uma proporção quase doentia. Possivelmente, você está vivendo um momento de muita vulnerabilidade. Esta sensação faz a gente acreditar em coisas irreais. Ficamos desamparados e ensandecidos. Basta um sorriso e a gente se derrete por inteiro. O outro passa a ser a solução para todas as nossas fragilidades. Isto é pura idealização. Criamos uma fantasia amorosa e inventamos uma pessoa que não existe. Daí, vem as cobranças,  chantagens e agressões. O outro – por pena – pode corresponder para ver no que vai dar. Pode acontecer de você se apaixonar perdidamente, tornando a relação ainda mais insuportável: parece que é o que está acontecendo com você. Seu namorado está tentando te dizer que não dá mais, e que é reciso, primeiro, que você se restabeleça para depois buscar um grande amor.  Ele te quer mais inteira. Parece que ele está procurando uma companheira e não uma subalterna. Ele quer trocar, dividir e compartilhar – por igual. Você, quer alguém para te amparar e para suprir seu vazio interior. Realmente, desse jeito é complicado. Sugiro que você faça um exercício de introspecção. Busque a origem desta sua carência. Provavelmente, ela tem a ver com sua história pessoal e com alguma perda que você viveu e que ainda não deu conta de elaborar. Talvez  tenha a ver com o modelo de relacionamento que você sempre sonhou. Existem inúmeras formas de amar. Talvez você precise ampliar um pouco seus horizontes sentimentais. Esta concepção que você está propondo é realmente muito sufocante. Enfrente sua solidão e dê conta dela. Acredito que – depois disso – você estará pronta para viver uma relação de igual pra igual e tentar ser um pouco mais feliz.
Um abraço carinhoso do amigo Evaristo Magalhães.

Autor: Evaristo Magalhães – Filósofo e Psicanalista

Anúncios

3 comentários sobre “CARTA a uma AMIGA que está vivendo um problema em sua vida AMOROSA.

  1. Rita Pereira disse:

    Querido Evaristo, Quando disse que esse texto foi escrito para mim, estou me reportando a tudo que vivi tempos atrs,lembra? Te recriei como algum que iria ser a soluao dos meus problemas (como se isso fosse possvel). Perdi totalmente a sanidade, fiz coisas que jamais faria , enfim agi como louca. Consegui me apresentar a vc depois de tantos anos como um ser totalmente desequilibrado,ainda bem que vc teve toda pacincia comigo e me ajudou muito. Conduziu a situao de maneira equilibrada e madura. Acho que se vc tivesse agido de outra forma minha vida teria tomado outro rumo. Quando nos reencontramos eu estava disposta a me entregar a vc, veja que loucura e acabei te sufocando com essa situao. Este trecho do seu texto retrata bem isso: …A, querida, a coisa fica insuportvel para ele. Parece que o que est acontecendo com voc. Ele est tentando te dizer que desse jeito no d para ele. Ele est tentando te dizer que voc precisa se restabelecer para depois procur-lo. Ele est te pedindo para preencher, primeiro, seu prprio vazio existencial. Ele te quer mais inteira. Vejo que ele est procurando uma companheira, uma parceira, para caminhar junto. Ele quer trocar, dividir e compartilhar por igual. Voc quer uma relao desigual. Agora me diga se no era para mim???? Posso estar totalmente equivocada mas foi a leitura que fiz. Mais uma vez obrigada pelo carinho, ateno, respeito… Abraos! Rita Amarante

    Date: Mon, 27 Jan 2014 12:30:22 +0000 To: ricapea@hotmail.com

  2. Gustavo Henrique disse:

    Evaristo. .. fuu seu aluno e sempre leio o que escreve.. li sua carta a uma amiga que está passando por um problema em sua vida amorosa. . E me fez refletir. . Eu estou passando por um momento difícil em meu casamento. … tenho 17 anos junto a ela sendo 9 anos de casado. . Ela tem me dito que o amor que ela sentiu por mim acabou. .. e isso veio em uma frustração de não conseguirmos ter um filho. .. engravidamos uma vez e perdemos o filho com 3 meses de gestação. .. dali em diante vimos buscando formas de engravidar mas não mais conseguimos. .. e agora ela me diz que o amor acabou. … não sei o que fazer. .. o que pensar… eu amo muito minha esposa. .. como devo proceder? Abraços. Gustavo

  3. Amelia Maria D'Andrade Santos disse:

    Acredito que em primeiro lugar devemos amar a nós mesmos e não procuramos nos outros aquilo que falta em nós…isso é projeção…as pessoas têm medo da solidão e esquecem de enxergar que a única pessoa que estará conosco do berço á morte somos nós mesmos…conheço pessoas que não ficam sozinhas sequer por duas horas,oras ,isso é medo de ficar consigo mesma e se nem ela consegue suportar sua própria companhia,como exigir isso de alguém??É aí onde entra a introspecção e o famoso “conhece -TE A Ti mesmo”…também não acredito em homens ou mulheres ideais,o que existe são pessoas reais e pessoas reais possuem vícios e virtudes,não são perfeitas…PRATIQUE O AMOR PRÓPRIO !
    Como sempre,Dr.Evaristo Magalhães,o senhor é perfeito em suas colocações,parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s