O QUE É O AMOR PRÓPRIO?


Sobram livros ensinando sobre o amor próprio. Para a Psicanálise o EU é constituído a partir do olhar do Outro. É bonito o júbilo de um bebê com sua imagem no espelho. Todo bebê precisa ser visto como dotado de virtudes próprias. Isto é a base para que ele encontre bons sentimentos sobre si. O olhar amoroso dos pais dota o bebê da ilusão de perfeição. Nem todos os filhos tiveram este olhar afetivo. A segurança pessoal é adquirida na forma como o bebê é cuidado. A mãe fornece o que ele solicita sem derespeitar sua singularidade. O bebê pode acreditar na ilusão de ser um pequeno deus. Isto será a base de uma crença pessoal otimista e confiante. Algumas pessoas não se sentiram suficientemente amadas quando crianças. No lugar do amor, ficou um vazio torturante. A falta de afeto na infância gera adultos culpados e dependentes. Tudo tende a ficar mais complicado quando os pais não amam seus filhos em suas singularidades: serão adultos frustrados, reprimidos e ansiosos.  O amor próprio é originário das relações de afeto. A confiança pessoal assegura ao sujeito de se arriscar ao inédito. Reconfigurar os desafetos da infância – na companhia de um profissional – propicia rever, reconstruir e recomeçar uma nova história.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Um comentário sobre “O QUE É O AMOR PRÓPRIO?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s