NINGUÉM PODE SER TUDO EM NOSSAS VIDAS …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Não podemos reduzir tudo o que somos a quem amamos. Temos que deixar o amor apenas para a hora de amar.

Precisamos esquecer de quem amamos quando não estamos amando – ainda que estejamos sob o mesmo teto.

Precisamos esquecer de quem amamos quando estamos tomando café, almoçando, estudando, trabalhando e divertindo.

O amor precisa ser apenas mais um elemento em nossas vidas. Nenhum amor pode ser tudo para ninguém.

É óbvio que amar é diferente de estudar, trabalhar e passear. No entanto, estudo, trabalho e lazer precisam ter a mesma importância em nossas vidas – ainda que encontremos o maior amor do mundo.

É o que temos de diferente do amor que será o nosso suporte caso venhamos a perder esse amor.

Por que muitas pessoas se sentem devastadas quando são abandonadas? Porque – inocentemente – se esvaziaram e entregaram tudo de si para seus amores.

Instagram:@evaristo_psicanalista

NUNCA ESTEJA CERTO DO AMOR DE NINGUÉM POR VOCÊ …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Ninguém é uma ilha. Se fôssemos, não sofreríamos. Somos nós e somos os outros.

Não é o que somos que nos causa angústia. É o que somos do outro que faz com que deitemos no divã e que tomemos antidepressivos.

Por que o outro nos é tão complicado? O outro nos é complicado porque jamais saberemos ao certo o que ele sente e pensa sobre nós mesmos. Jamais saberemos as verdadeiras intenções por detrás do que qualquer pessoa faz ou diz de nós mesmos.

Ainda não inventaram um aparelho capaz de visualizar os pensamentos e os sentimentos de quem quer que seja.

É por isso que muitos se tornam possessivos. É por isso que muitos se tornam autoritários e arrogantes. É por isso que muitos se isolam. É por isso que muitos trocam gente por cachorros e gatos. É por isso que muitos saem de cena.

A pessoa pode ser considerada a mais poderosa, a mais rica e a mais bela do planeta. Isso significa que ela estará livre de sentir angústia? Não. Ela jamais saberá – com segurança- se as pessoas de seu entorno estarão com ela por amor ou por dinheiro, fama ou beleza.

Instagram:@evaristo_psicanalista

DE QUAL FALTA NINGUÉM CONSEGUE SE LIVRAR?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Damos conta – sim – quando perdemos dinheiro, quando nos falta um grande amor ou quando alguém muito querido vira estrela.

Damos conta de quase todas as faltas da vida. Só não damos da falta que carregamos em nossos corpos.

Podemos não morrer por endividamento, por abandono ou por luto. Contudo, seguramente, morreremos por nossos corpos.

Nada cura essa falta. Nem a pessoa mais rica, mais amada e mais bonita do planeta consegue se livrar dela.

É em função dela que sentimos pânico, depressão, angústia e ansiedade. É em função dela que deitamos no divã e tomamos medicamentos psiquiátricos.

Podemos suprimir a falta de conhecimento. Podemos substituir amores partidos. Podemos comprar uma boca, uma bochecha, um par de lábios, um peitoral, um abdômen e uma bunda nova. Podemos ganhar até a presidência do planeta que nenhum poder é maior que esse que carregamos em nossos corpos.

Não sei para que tanta arrogância e despeito? Estamos todos sendo derrotados por nossos corpos a partir do momento em que nascemos.

Ninguém se livra de envelhecer e de morrer!

Instagram:@evaristo_psicanalista

COMO DESCOBRIR O SENTIDO DA VIDA?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Por que algumas pessoas possuem o sentido da vida e outras não?

Ainda não inventaram seringas de ideias, pensamentos e palavras para serem injetadas no psicológico das pessoas.

Os antidepressivos diminuem a angústia pela falta de sentido, mas não criam o desejo de levantar, ir para o trabalho e namorar.

Também, ainda não inventaram uma técnica capaz substituir nas pessoas a palavra morte pela palavra vida e a palavra delírio pela palavra realidade.

A questão é que não conseguimos sobreviver sem um mínimo de sentido. Fora isso, é só angústia, depressão e pânico.

Para Freud, o mais verdadeiro em nós encontra-se em nosso inconsciente. Ao acessarmos essa verdade, estaríamos descobrindo o sentido de nossas vidas – porque estaríamos atingindo o osso da nossa existência.

Instagram:@evaristo_psicanalista

NÃO QUEIRA TUDO CONTROLAR …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Todo mundo que quer se manter jovem será traído por esse desejo.

Envelheceremos – ainda que passemos a vida toda vigiando a velhice pelo buraco da fechadura.

Toda compulsão por cirurgia plástica é uma forma de ficar vigiando a velhice pelo buraco da fechadura.

Todo aquele que acredita na eternidade é um ciumento da velhice e da morte.

Do mesmo modo que a mulher possessiva tem pânico de perder seu marido para outra, a pessoa compulsiva por cirurgia plástica morre de medo de perder sua juventude para a velhice.

Como alguém pode carregar a ilusão de tudo querer controlar?

Quer um conselho? Queira controlar o mínimo possível. A maioria dos que entraram em depressão ou enlouqueceram é porque quiseram controlar demais.

Instagram:@evaristo_psicanalista

NUNCA VOU DESISTIR DO AMOR …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Não acredito no amor enquanto teoria ou conceito. Gosto mesmo é de fazer amor. O que isto significa? Não estou querendo dizer que amor para mim é só sexo.

Gosto de fazer amor no sentido reinventar o amor. Desse modo, não sou daqueles que desiste facilmente do amor.

Adoro o desafio de nunca deixar o amor morrer. Quando minhas relações entram em crise, não existe, para mim, maior alegria em criar artimanhas, argumentos e acrobacias para trazer esse amor de volta.

Adoro brincar de fabricar amor.

Quanto menor a possibilidade que o outro me dá, mais desafiado fico de provar para ele que o nosso amor continua mais vivo do que nunca.

Nada disso me é humilhante. Também, não faço uso de chantagens ou agressões.

Portanto, uma das coisas que muito me excita no amor é a capacidade que tenho de superar as adversidades de amar. Só é melhor que isso, claro, a recompensa que tenho depois de todo esse trabalho superação.

Instagram:@evaristo_psicanalista

TODO MUNDO DESEJA, MAS NINGUÉM GOZA …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Nosso problema maior não é desejar. É fácil desejar – uma vez que o desejo faz parte dos objetos reais.

Nosso maior dilema é gozar.

Não é o desejo que nos deprime. É o gozo que nos deprime.

Ninguém goza porque o gozo é sem objeto real – e se é sem objeto, não adianta querer encontrá-lo.

Podemos ter a pessoa mais atraente do universo, podemos conquistar o maior salário do mundo e podemos frequentar os melhores hotéis do planeta. Nada disso nos faz gozar.

O desejo faz parte do ter. O gozo faz parte do saber. Desse modo, nunca gozaremos porque jamais saberemos sobre o que mais nos perturba.

Todo mundo pode desejar? Sim. Mas, gozar – nem o papa, nem o maior cientista, nem o maior filósofo e nem o maior milionário do planeta consegue.

O gozo não é a riqueza material. O gozo é o sentido da vida. E o sentido da vida, não existe!

Instagram:@evaristo_psicanalista

NINGUÉM PODE SER O AMOR DA VIDA DE NINGUÉM …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Quando estamos amando, não queremos ser UM amor do outro, queremos ser O amor do outro. Ou seja, queremos compor tudo do interior do outro.

A questão é que não existe O amor. Ninguém consegue ser tudo para ninguém.

Há quem ame na ilusão do todo e da completude. O que é o todo? O que é a completude? Existe medida? Não.

Desse modo, todo mundo precisaria de vários amores para se sentir completo. Vários amores, não quer dizer transar com várias pessoas ao mesmo tempo

Vários amores significa que a falta nos constitui.

Vários amores significa que é da nossa humanidade existirmos para buscar alguém que nos seja o mais completo possível. É fato que nunca encontraremos. Porém, a vida deixa de ter qualquer sentido se deixarmos de procurar – ainda que estejamos com alguém.

Instagram:@evaristo_psicanalista

NINGUÉM PODE SER FELIZ SOZINHO …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Ninguém nos ama pelo corpo que temos. Também, ninguém nos ama pelas nossas ideias e pela nossa conta bancária.

O que faz uma pessoa ser interessante é a capacidade que ela tem de amenizar os dilemas existenciais de outra pessoa.

O poder não é a imagem, o intelecto e o dinheiro. O poder é a capacidade que temos de manter a lucidez frente as adversidades da vida.

Não somos escolhidos porque compomos bem a imagem de alguém. Não somos escolhidos porque nossas ideias batem com as ideias do outro. Não somos escolhidos porque damos estabilidade financeira para nossos amantes.

É certo que tudo isso está presente quando queremos encontrar alguém para amar. No entanto, tudo isso apenas camufla a verdade dos relacionamentos. Qual seja, queremos alguém que aumente o nosso poder de enfrentamento sobre as depressões, ansiedades e desesperos da vida.

Inicialmente, escolhemos pela beleza física, pela inteligência e pelo dinheiro. No entanto, o que vai determinar mesmo a escolha amorosa é a estabilidade existencial que pressentimos que o outro pode nos proporcionar.

Não sabemos de onde viemos e nem para onde vamos. Envelheceremos e morreremos. Isso nenhuma estética, nenhum curso superior e nem toda a riqueza do mundo pode nos livrar. No entanto, é incrível como a presença de alguém em nossas vidas pode aumentar – em nós – a certeza de que a vida faz algum sentido.

Instagram:@evaristo_psicanalista

POR QUE ME TORNEI UM CELIBATÁRIO?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Todos nós deveríamos ser celibatários porque conviver é ter uma relação de reserva com o que se ouve. Ou seja, conviver é não se envolver de modo literal com o que sai da boca de quem quer seja.

Nesse sentido, ninguém deveria levar muito a sério a palavra alheia.

Jamais estaremos seguros do amor do outro – ainda que ele nos diga milhões de vezes que nos ama. Escutamos um tanto de gente. Mas, é impossível ver ou tocar o que se passa dentro de alguém.

Nenhuma fala é um porto seguro. O que escutamos pode ser o que interpretamos – e pode ser mais um milhão de coisas.

O que ouvimos não nos aproxima de quem nos fala. Muito pelo contrário, a fala é outro mundo muito diferente do que as pessoas realmente são.

Falar é jogar quem nos ouve em um abismo de sentidos.

Portanto, se queremos ir de encontro ao outro, precisamos encontrar outra via de comunicação com ele que não seja pela palavra.

Instagram:@evaristo_psicanalista